ARTIGOS

 
04-A Prioridade de Jesus

Salve o mundo em 3 anos. Pode ser uma tarefa espantosa, mas foi a missão de Jesus. E ele a fez. O mérito foi a forma: para mudar o mundo, ele focou em algumas poucas pessoas.

Sim, ele morreu na cruz e ressuscitou, mas ele também se certificou de que as pessoas ouviriam aquelas Boas Novas ao preparar um grupo de pessoas que estariam prontas a levá-las até os confins da terra.

A maioria dos pastores que eu conheço tem uma ampla visão: eles querem ver sua comunidade impactada pelo poder do evangelho. Eles querem fazer a diferença em lugares longe de sua igreja também. Eles querem ir por todo o mundo e fazer discípulos. Só que eles gastam sua energia em direções diversas e o resultado é pífio.

Na superfície, parece fazer sentido, mas na realidade tem muito pouco poder. Observe como Jesus cumpriu a sua missão. Ele não foi atrás das multidões buscar recursos ou estabelecer alianças políticas. Para salvar o mundo, ele focou em alguns. Ele não construiu estádios, ele foi até as casas.

Quanto mais ele se aproximava da cruz, mais ele dispensava atenção nos 12, em encontros nas casas, como na casa da sogra de Pedro, na casa de Marta e Maria em Betânia, e claro, no cenáculo. Parece contrário à intuição, mas isso preparou os seguidores para os desafios do ministério que eles enfrentariam.

Jesus passou uma parte significativa do seu ministério com algumas pessoas, nas casas. Como pastores que seguem a Jesus, faz sentido para nós fazer o mesmo.

Recentemente, perguntei a um pastor: “Se lhe fossem dadas 8 horas a mais na sua semana, o que você faria?” Ele não sabia. Sugeri que uma forma maravilhosa de começar seria como Jesus fez: treinando discípulos no aconchegante ambiente de uma casa.

Steve Cordle
11 de outubro de 2012

 




Artigos por tema




Artigos por Autor