Sim, o poder é seu e somente seu. Entender esse princípio é o primeiro e mais importante passo para dar início a uma vida ilimitada, pois todas as ações que serão implementadas a partir de agora deverão decorrer dessa premissa: De que você tem o poder de assumir as rédeas da sua própria existência, tomando para si cem por cento da responsabilidade pelo que acontecer com ela. Sim, é um princípio um pouco difícil de digerir no início, e muitos simplesmente não se permitem aceitá-lo, mas os que entendem e aplicam esse conceito experimentam uma incrível sensação de liberdade, pois começam a enxergar a mágica desse jogo.

Onde você está agora, nesse momento? Está no sofá de casa, tomando um refresco enquanto lê esse artigo? Talvez esteja no seu escritório, dando uma pausa nos trabalhos. Ou está no ônibus? Não importa onde você esteja agora ou o que esteja fazendo, foram as suas escolhas pessoais que te colocaram aí – e são as suas escolhas, da mesma forma, que te levarão aonde você quer estar daqui a um, cinco ou dez anos. Seja isso bom ou ruim. Esteja você rico ou falido, com ou sem oportunidades, com a sorte ao seu favor ou não, o poder de decidir qual caminho seguir sempre foi seu, e a partir do momento em que você se der conta disso perceberá que, se não estiver exatamente onde deseja, só existe uma coisa que precisa fazer: escolher um destino e começar a se mexer.

O grande complicador de toda essa história é que, apesar de saber de tudo isso, de possuir muitas vezes um objetivo e um desejo de perseguir um sonho, a maioria das pessoas permanece parada onde está, por conta do medo. Medo de escolher e se arrepender, de fracassar, de receber um não, de precisar “voltar com o rabo entre as pernas”. Enfim, de dar tudo errado mesmo. Certo. Você já viu uma criança aprendendo a andar? Quantas vezes ela cai, tropeça e sente dificuldades para se equilibrar? Será que ela tem medo de cair novamente na próxima tentativa? Provavelmente. Porém, a vontade de andar com suas próprias pernas é muito maior que o medo de se machucar, e por isso ela se arrisca novamente, quantas vezes forem necessárias até conseguir, pois aprende algo novo a cada tentativa: como apoiar o pezinho, qual a posição ideal para manter o corpo em pé, onde colocar mais força nas pernas. Até que um dia, quando percebemos, ela sai correndo de uma distância a outra, feliz e empolgada com a sua vitória. Agora ela pode andar e ir aonde quiser!

Qual o seu desafio? Seja ele qual for, existirão obstáculos e possíveis tropeços. Cabe a você entender que, assim como você caiu ao aprender a andar e levantou todas as vezes, poderá cair ao tentar atingir seus objetivos, mas também pode se erguer e aprender algo novo para a próxima tentativa. Agora faça a si mesmo um favor e retire as palavras “impossível” e “desistir” do seu dicionário. Troque as palavras “fracasso” e “derrota” por “aprendizado” e aplique esse conhecimento adquirido até obter sua vitória. Pegue nos volantes da sua própria vida, ajuste os comandos e a conduza à sua própria maneira, rumo ao seu lugar desejado. E se der medo? Vai com medo mesmo, afinal, o poder é todo seu.

Categorias: Artigos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *