ARTIGOS

 
20 - Evangelizando como Jesus

Quando falamos sobre evangelismo, normalmente a primeira coisa que vem à nossa mente é falar as palavras certas. Pensamos em evangelismo como a apresentação de um produto. Imaginamos um vendedor tentando convencer um cliente a comprar algo muito importante, do que ele precisa muito. Com esse entendimento, muitos cristãos dizem que eles não tem o dom de falar, vender ou convencer alguém. No entanto, o conceito de evangelismo no Novo Testamento é muito mais relacional. Jesus gostava de sair com os pecadores. As ruas e as casas eram os lugares principais onde Jesus estava com as pessoas. Um bom exemplo é o jantar na casa de Mateus, registrado em Mateus 9. Depois de pedir que Mateus deixasse de coletar impostos e o seguisse, Jesus foi até a sua casa para uma refeição. O texto diz que Jesus estava sentado ao redor da mesa com os amigos mais próximos de Mateus, e seus conhecidos (oikos), que eram “pecadores”.

Duas coisas chamam minha atenção aqui: uma mesa e uma casa. Jesus estava apresentando, aqui, um novo conceito de compartilhar as Boas Novas do Reino de Deus: comida e relacionamentos. Os discípulos tiveram que aprender isso, uma mudança de mentalidade, da institucional para a relacional. No Brasil, as igrejas em células tem um slogan: “Cada casa, uma igreja; cada membro, um ministro”. Todos os nossos membros vivem em casas, e todas as casa tem uma mesa. Casas e mesas, portanto, se tornam ferramentas vitais de evangelismo, especialmente se a comida for boa! Convidar o nosso oikos para comer ou sair com eles é muito mais fácil do que tentar arrastá-los para a igreja. Os discípulos aprenderam isso, e quando se tornaram Apóstolos, eles continuaram a fazê-lo.

Evangelismo pro meio do relacionamento ou evangelismo por amizade foi o caminho da igreja primitiva. As pessoas observavam Cristo vivendo em seu corpo, a célula (1 Coríntios 14.24-25). À medida em que andamos com nossos amigos não cristãos, eles nos observam e comparam nossos valores com os deles. Se vivemos os valores do Reino, eles estarão dispostos a abrir mão dos seus, e trocarem pelos nossos, e isso de uma forma muito natural. Não precisaremos convencer, falar ou vender nada a ninguém. Sem estresse.

Que Deus nos ajude a andar em Seus caminhos, sendo reflexos de Sua vida.

Por Pr. Roberto Lay
Em 1º de Julho de 2013
 




Artigos por tema




Artigos por Autor