Home
   EVENTOS-Fotos
   Compartilhando
   Notícias
   Artigos
   Agenda de eventos
   Loja Virtual
   Motivos de oração
   Dicas Joel Comiskey
   Ferramentas
   Trabalho/Conjunto
   Contato

      Discipulado

de JCG Janeiro 2013 Newsletter, www.joelcomiskeygroup.com


Qual o principal objetivo do ministério em células? Será que tal objetivo existe? Sabemos que o objetivo da vida cristã é glorificar a Deus e desfrutar dele para sempre. Uma vez que esse é o plano de Deus, será que existe algum propósito em particular para uma igreja em células?

Tenho lutado com essas questões durante os últimos vinte e dois anos. Muitos me fazem essas perguntas, e elas me inquietam cada vez que acompanho um pastor ou pastores por meio de coaching. No preparo para o coaching, pergunto a mim mesmo: “Qual o meu objetivo principal ao ajudar esse pastor?” “Para onde estou guiando essa igreja?” “O que estou tentando fazer?”

Cheguei à conclusão de que o objetivo primário do ministério em células é fazer discípulos que façam discípulos. A última ordem de Jesus aos seus discípulos foi para que repetissem o processo e reproduzissem novos discípulos. Mas como eles fariam isso?

Nós, na América do Norte, e no mundo Ocidental em geral, às vezes projetamos nossas próprias limitações culturais na grande Comissão de Cristo (Mateus 28.18-20). A maioria dos livros de discipulado, na verdade, assumem que o discipulado é um esforço individualista um a um, ou entre eu e Deus. E sim, existe um aspecto individual muito importante (como por exemplo, devocionais pessoais, etc). Ainda em Mateus 28, Jesus estava falando a um grupo de discípulos. Ele queria que eles seguissem seu exemplo de discipular em um grupo.

A igreja primitiva seguiu o padrão de Cristo, fazendo discípulos por meio das igrejas nas casas que periodicamente celebravam juntas em um culto público. A igreja em células hoje faz discípulos seguindo o padrão da igreja primitiva de células e celebração.

Então, de que forma a igreja em células faz discípulos? Tanto a célula quanto o sistema em células trabalham juntos para que isso aconteça. Na célula, um discípulo em potencial é transformado por meio da comunidade, sacerdócio de todos os crentes, evangelismo em grupo e multiplicação da equipe. O sistema em células garante que cada líder tenha um mentor e que o trilho de treinamento de fato aconteça. Então a célula se une ao culto de celebração e cresce através do ensino da Palavra de Deus. O objetivo da igreja de duas asas é fazer discípulos que fazem discípulos.

Neste mês, no Blog Joel Comiskey, vamos discutir sobre como a igreja em células pode fazer discípulos que fazem discípulos. Pastores experientes de igrejas em células escreverão 20 artigos sobre o tema durante o mês de Janeiro. Se você gostaria de recebê-los no seu email, cadastre-se aqui (http://www.feedblitz.com/f/?Sub=142259). Vamos explorar:

  • Semana 1 (6 a 12 de Janeiro): A visão de fazer discípulos por meio da igreja em células. Qual o objetivo da igreja em células? Como mencionei acima, a igreja em células é, em primeira instância, uma estratégia de fazer discípulos. A igreja em células faz discípulos por meio da célula e do culto de celebração.
  • Semana 2 (13 a 19 de Janeiro): A base bíblica para fazer discípulos. Jesus nos disse para fazermos discípulos, e de fato, Jesus moldou doze discípulos e os enviou de casa em casa. A igreja primitiva continuou a ordem de Cristo. Em 2 Timóteo 2.1-2, Paulo diz a Timóteo para continuar o processo de discipulado transferindo o ensino a homens e mulheres fiéis. No livro de Atos, o termo “discípulo” é substituído por palavras como “irmãos”, “cristãos”, “santos”. Por que a mudança? Parcialmente porque o fazer discípulos no Novo Testamento acontece por meio da Igreja.
  • Semana 3 (20 a 26 de Janeiro): Fazendo discípulos por meio da célula. Eu creio que a célula é como um útero. As células são criadores de líderes, aliás, mais corretamente, deveríamos chamá-las de “criadores de discípulos”. Na célula, líderes em potencial são formados por meio da comunidade (aprendendo como amar um ao outro), sacerdócio de todos os crentes (aprendendo como usar os seus dons em função do corpo de Cristo), evangelismo em grupo (aprendendo como pescar em redes), multiplicação (aprendendo como avançar em equipes para começar novos grupos). O discipulado é um processo em grupo no Novo Testamento, e Deus está chamando Sua igreja para enfatizar essa verdade novamente.
  • Semana 4 (27 de Janeiro a 2 de Fevereiro): Fazendo discípulos por meio da estrutura das células. A beleza da igreja em células é que ela inclui uma estrutura, que funciona em igrejas independentes, nas casas. Esse sistema abrange treinamento, mentoria e culto de celebração. Todos os três são essenciais para formar discípulos. Treinamento é essencial porque os discípulos não podem aprender tudo o que precisam aprender por osmose, na célula.A mentoria assegura que cada líder está sendo cuidado e é pastoreado. O culto de celebração reúne todas as células para ouvir a Palavra de Deus, adorar e receber uma visão renovada.

Dr. Joel Comiskey

      [Anterior] [1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9] ... [58] [Próxima]